CAPAh

Comunidades aprovam medidas a favor da água

Cristiano Silva
imprensa@novocabrais.gov.br

dfdf

Ginásio São Roque, no Potreirinho, recebeu munícipes do Aterrado, Cortado e Potreirinho

Em mais uma das ações que a administração municipal vem realizando desde o início do ano na busca por resolver os problemas ocasionados pela água em Novo Cabrais, cinco reuniões, englobando moradores de todas as localidades do município, foram realizadas no último mês de setembro a fim de serem apresentados os resultados do recadastramento dos tomadores de água do município, visando prestar contas aos cabraisenses sobre o trabalho desenvolvido pela administração em relação à água, além de criar um espaço de troca de ideias entre a administração municipal e os munícipes sobre a atual situação e o planejamento para o futuro da água em Novo Cabrais.

capao_do_veado

Munícipes das localidades de Rincão da Figueira, Capão do Veado, Cerrito e Cerrito da Faixa foram recebidos para a reunião no Pavilhão do Capão do Veado

A partir dessas reuniões junto à comunidade, reunindo as ideias e opiniões concretas coletadas, foi determinado que os contribuintes que não possuem hidrômetro no município terão o prazo até dezembro para regularizarem, fazendo a aquisição dos mesmos e comunicando o setor de Água da Prefeitura para fazer a instalação. Já aqueles que têm alguma pendência a ser regularizada devem fazê-la até dezembro junto ao setor de Tributos da Prefeitura. Aqueles que não regularizarem serão notificados a partir de janeiro pelo setor de Fiscalização. “Temos duas situações do pagamento da água. Quem paga R$ 10,00 de taxa de água terão 15 m³ para gastar no mês. E aqueles que pagam R$ 15,00 de taxa de água terão 20 m³ para gastar no mês. O hidrômetro servirá para termos esse controle. O excesso utilizado pelo contribuinte será cobrado”, destacou o secretário de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal, Agnelo Machado, que completou: “A primeira etapa foi o recadastramento, a segunda etapa foram as apresentações e debates com as comunidades e, com o hidrômetro, no ano que vem, iniciará uma outra fase, na qual teremos os dados de qual período do ano que mais precisa prover água pra distribuir. Vamos conseguir ter um rumo a partir disso”, finalizou Agnelo.

VALOR DA TAXA SE MANTÉM

linha_pfeifer

Moradores das localidades de Linha Pfeifer e Rincão Bonito participaram de reunião no Ginásio Elvira Streck

De acordo com levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento, somente neste ano de 2017 já foram gastos pela administração municipal R$ 223.684,35 em investimentos para equipamentos, melhorias, manutenções e ampliações das redes de água, sendo que no mesmo período apenas R$ 40.653,73 foi arrecadado com o pagamento dos contribuintes das suas tarifas de água. Um déficit de R$ 183.030,62 nas contas municipais somente este ano.

faxinais

Antiga creche, na localidade de Faxinal, foi o local da reunião com os moradores dos Faxinais

Também de acordo com o levantamento feito pela Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento, hoje a tarifa cobrada pela água em Novo Cabrais é a menor de toda a região. Ainda que tenha surgido em algumas reuniões a sugestão por parte da comunidade de aumentar o valor da taxa, a Prefeitura afirma que não tomará esta medida, e que o foco do momento é fazer a regularização de quem falta. “O que será realizado é essa regularização de todos os tomadores de água. Até o final de dezembro aqueles que têm dívida, se conseguirem, devem quitar. Os que precisam negociar suas dívidas, hoje o município conta com um programa de parcelamento em 36 vezes, e quem precisa se regularizar como contribuinte ativo deve fazer isso na tesouraria e adquirir e solicitar a instalação do hidrômetro. Isso até o fim de dezembro. A partir desse prazo, quem não tiver regularizado será notificado”, ressaltou Agnelo Machado.

SUGESTÕES

ruy_barbosa

Ginásio Ruy Barbosa recebeu moradores do Centro e da Várzea para reunião

Além do aumento da taxa, sugerido pelas comunidades, outras ideias surgiram nas cinco reuniões promovidas pela Prefeitura. “Sugestões como padronizar o valor da taxa e criar uma espécie de bandeira, verde, amarela ou vermelha, para os meses críticos de falta de água e, a partir disso, baixar a quantidade de metros cúbicos por contribuinte nos períodos de estiagem, foram algumas entre várias outras sugeridas pelas comunidades”, explicou Agnelo. Para o prefeito de Novo Cabrais, André de Lacerda, os encontros com a comunidade foram um momento de troca de ideias positivo para o município. “Como prefeito eu achei que foram muito positivas as reuniões com as pessoas nas localidades. Conseguimos colocar a real situação da água no município, os problemas, falta de pagamentos, além dos investimentos que precisam ser feitos. Tivemos a oportunidade de ouvir as pessoas e achamos que foi muito positivo, e que os munícipes de Novo Cabrais sabem que este é um assunto que tem ser debatido e buscar soluções para o nosso município continuar crescendo”, destacou André. Confira o álbum de fotos das reuniões nas comunidades:

Confira um vídeo das reuniões nas localidades: